( ! ) Warning: Error while sending QUERY packet. PID=11544 in /apps/agracadaquimica/wp-includes/wp-db.php on line 1942
Call Stack
#TimeMemoryFunctionLocation
10.0002234752{main}( ).../index.php:0
20.0003237536require( '/apps/agracadaquimica/wp-blog-header.php' ).../index.php:17
30.467642224728wp( ).../wp-blog-header.php:16
40.467642224992WP->main( ).../functions.php:955
50.467642226464WP->parse_request( ).../class-wp.php:733
60.468442263656get_page_by_path( ).../class-wp.php:236
70.468842267096wpdb->get_results( ).../post.php:4269
80.468842266080wpdb->query( ).../wp-db.php:2511
90.469042266200wpdb->_do_query( ).../wp-db.php:1830
100.469042266248mysqli_query ( ).../wp-db.php:1942
As 23 mais | A Graça da Química
« »
1 – Os nomes dos elementos químicos têm diversas origens. Dez deles são muito antigos, 8 têm o nome de corpos celestes, 10 referem-se a seres mitológicos, 13 têm nomes de minerais, 9 têm a ver com a cor, 10 mencionam o lugar geográfico onde foram encontrados, 14 referem-se ao País em que as descobertas foram feitas, 16 têm nomes de acordo com algumas características do elemento e 14 têm o nomes de cientistas e os mais recentes, 6, têm a numeração em latim.


 A temperatura do espaço sideral é muito baixa, podendo congelar um corpo em questão de segundos. A sua temperatura é de 3K ou -270,15ºC. Entre as temperaturas mais altas do nosso universo, estão as temperaturas de algumas estrelas, que podem atingir valores de até 109K. De acordo com o famoso Guinness, o livro dos recordes, a temperatura mais baixa registrada pelo homem foi atingida em outubro de 1989 pelo Laboratório de Baixas Temperaturas da Universidade Tecnológica de Helsinki – Finlândia, pela equipe chefiada pelo professor Olli Lounasmaa. A valor atingido foi de 2 x 10-9, ou seja, dois bilionésimos de Kelvin acima do zero absoluto (0,000000002).


3 – monóxido de carbono (CO) é um subproduto da combustão da gasolina e afecta gravemente a nossa saúde. Este gás impede o transporte de oxigénio através do sangue, produz diminuição da visão e da coordenação motora. Se os níveis de CO no ar excederem a tolerância (9 ppm), isso pode ocasionar perda da consciência, inclusive a morte.


4 – aurora boreal, um fenômeno comum no Pólo Norte, é um plasma. Ela é consequência de explosões solares, que enviam à Terra uma grande quantidade de partículas em alta velocidade (vento solar), que ao interagir com a atmosfera e com o campo magnético terrestre, produz luzes coloridas.


5 – Por que é que o milho das pipocas rebenta?

O milho é muito duro e contém pequenas bolhas de ar no interior. Quando o milho aquece, o ar retido no interior dilata e ao expandir-se, aumenta mais de 20 vezes o seu volume. As moléculas do ar movimentam-se com rapidez e pressionam cada vez mais fortemente as paredes resistentes das pequenas bolhas, até que elas se rompem e os grãos de milho explodem em pipocas leves e macias.


6 – Efeito Doppler consiste na alteração da frequência das ondas que estão a ser detectadas, em consequência do movimento relativo da fonte (emissor) e/ou do observador (receptor). No caso de afastamento entre si, o receptor percebe uma diferença para menor na frequência gerada pelo emissor. Isso ocorre porque a cada pico de onda gerado, o receptor estará mais longe do emissor, e esse pico demorará mais tempo que o anterior para atingi-lo. No caso das estrelas distantes, o efeito é tão acentuado que ocorre o chamado “Desvio para o vermelho”, que é a mudança na coloração das estrelas que se afastam. Graças ao efeito Doppler sabemos hoje que o Universo está em expansão. Se a estrela estivesse a aproximar-se, o desvio seria para violeta, que é a frequência mais alta do espectro visível. A radiação gerada na formação do Universo sofreu um desvio tão grande que saiu das faixas de luz visível e ultravioleta, e está no espectro das microondas.


7 – buraco negro produz uma distorção no espaço-tempo de tal maneira que um descuidado astronauta que fosse sugado pelo campo gravitacional nunca chegaria ao seu núcleo, apesar de estar sempre caindo. Isto do ponto de vista do astronauta. Outro observador a uma distância segura “veria” o astronauta a ser sugado até ao núcleo. Isto ocorre porque o tempo passa de maneira diferente para os dois.


8 – vácuo do espaço pode conter matéria. No caso seriam os neutrinos, partículas com massa insignificante perante a massa do elétron, e sem carga elétrica; por isso de difícil detecção. Os neutrinos existem em grande número no Universo, e a sua massa somada pode ser suficiente para retardar ou até mesmo reverter a expansão do Universo. Os neutrinos são capazes de atravessar corpos sólidos, até mesmo a Terra de um lado a outro sem sofrer qualquer colisão.


9 – Por que é que o camarão fica vermelho quando é cozido?

A cor vermelha é resultado de um grupo de pigmentos, conhecidos como carotenóides. Esses pigmentos tem uma função importante no organismo do animal, transformam-se em vitamina A e ajudam a proteger a membrana celular. Os carotenóides são os responsáveis pela coloração de certos frutos, como por exemplo a melancia e a cenoura. No caso do camarão e de outros crustáceos como a lagosta este pigmento está preso a uma proteína que quando aquecida é destruída mostrando a sua verdadeira cor.


10 – Copo de água invertido, coloque um bocado de uma folha de cartolina por cima de um copo de água. (Não é preciso encher o copo). Inverta o copo, mantendo a cartolina na mesma posição. Agora, tire a mão, porque será que a água não cai do copo?
A cartolina não cai porque, nela actuam duas forças: a pressão atmosférica e a tensão superficial. Quando o copo está invertido, a coluna de água desce levemente, deixando o ar retido no copo a uma pressão mais baixa que o ar fora do copo. A diferença de pressão entre a parte de cima e a parte de baixo da coluna de água cria uma força que mantém a água em equilíbrio contra o seu próprio peso. Há uma força adicional, que é devida à tensão superficial entre a água e a cartolina e entre a água e o copo.


11 – Porque é que as frutas escurecem depois de cortadas?

Quando o oxigênio entra em contacto com essas frutas ele reage com uma substância delas e escurece-as, ou oxida como dizem os químicos. Mas isso não quer dizer que as frutas fiquem estragadas. Para retardar essa oxidação, quando cortares ou descascares essas frutas podes regá-las com limão. O ácido do limão ou da laranja pode fazer com que as frutas demorem a ficar escuras porque o ácido é um anti-oxidante.


12 – Porque é que a água não é inflamável se ela é constituída por hidrogénio e oxigénio?
 
As substâncias só ardem se, além de serem constituídas de elementos combustíveis, conseguirem reagir com o oxigénio do ar. A água não entra em combustão porque a sua estrutura molecular é tão estável que não reage com o oxigénio. Seria preciso muita energia para romper as suas moléculas. Nem o calor do fogo é capaz de quebrar as ligações moleculares da água.


13 – Como funciona a escala de Richter?

A escala de Richter, que mede a intensidade dos terremotos, foi desenvolvida pelo sismólogo americano Charles Francis Richter e começou a ser usada em 1935. Um pêndulo, com oscilação controlada, é fixado numa base de cimento que regista tremores em três direcções: duas horizontais e uma vertical. A escala vai de zero a nove e os tremores fracos receberam valores próximos de zero. Cada unidade representa dez vezes a magnitude do tremor.


14. Como é um átomo?
Os átomos são extremamente pequenos, definindo – se como a partícula mais pequena de um elemento. A palavra “átomo” vem do grego e significado “o que se pode dividir” . Os filósofos gregos pensaram muito sobre este tema e chegaram a esta conclusão digna de respeito, tendo em conta os tempos que corriam, mas hoje em dia sabemos que não é assim.
Apresentam uma certa semelhança com o sistema solar, pois o núcleo fixo está envolvido por uma quantidade relativa de elétrons que giram à volta deste. Esse número relativo de elétrons são os que determinam a natureza dos elementos, tendo um átomo de hidrogénio um electrão enquanto que um de urânio possui 92. Ainda hoje em dia o homem continua a investigar sobre este mundo extremamente pequeno.


15. Porque é que quando observamos um pau dentro de água temos a sensação que ele está partido?
Isso ocorre devido a um fenômeno denominado por refração o qual se deve a um descrever da velocidade da luz. Portanto quando pomos um pau na água causa esse efeito de estar partido devido a que a luz , que no ar se propaga a uma velocidade de3000.000 Kms/Seg., na água só chega aos 25.000Kms/Seg., O que sucede é que é que quando a luz penetra na água a sua direção muda bruscamente, devido a este decrescer de velocidade. Ao menos que a luz entre na água através de um vidro totalmente perpendicular à sua superfície, esta desviar-se-à sempre dessa forma tão brusca.


16. A que se deve o fato das substâncias se apresentarem no estado sólido, liquido ou gasoso?
Isto depende do modo como as suas moléculas se mantêm juntas. Os tipos de ligações químicas que referimos anteriormente aparecem principalmente nos sólidos, onde tendem a fixar os átomos numa estrutura rígida. Se empurrarmos um átomo, a força é transmitida a todos os outros, e todo o sólido se move.
Pelo contrário, num líquido, as moléculas estão próximas umas das outras mas não estão unidas; são como berlindes num saco. Se empurrarmos uma molécula, isso não obriga as outras a moverem-se.
Num gás, as moléculas estão bastante separadas e movem-se como bolas de bilhar sobre uma mesa, colidindo ocasionalmente mas, de um modo geral, interagindo apenas minimamente umas com as outras.


17. Qual a razão de nem todas as substâncias apresentarem o mesma rigidez?
O fato de uma substância ser dura ou mole, flexível ou rígida, depende do tipo de ligações que a mantém unida. Por exemplo, a madeira é uma substância bastante rígida, porque é feita de longas fibras de celulose unidas pelas ligações de hidrogênio e covalente. Pode-se estar de pé sobre uma rocha e não cair no seu interior, porque a rocha é mantida coesa pelas ligações iônicas, uma das mais fortes forças interatômicas. Pode esmagar-se barro entre os dedos, porque a força entre camadas adjacentes de moléculas no barro é do tipo de Van der Waals (elo mais fraco da cadeia molecular).
Não importa de que propriedade da substância se trata; pode-se entendê-la em termos do modo como se unem os átomos.


18. Por que choramos ao cortar cebolas?

 Ao cortar uma cebola, as substâncias nutritivas que contêm, possuem uns azeites bastantes voláteis e de caráter muito ativo que contêm sulfuras muito irritantes para os nossos olhos. É por isso que as nossas glândulas lacrimais, como acto reflexo de defesa contra a irritação , segregam lágrimas para proteger os olhos.

19. Qual o gás que utilizamos para encher os balões?
Designa-se por hélio e (é utilizado sob a forma de líquido para manter os supercondutores frios) não é retirado da atmosfera terrestre.
Provém da desintegração radioativa de núcleos bem no interior da Terra. Estas desintegrações produzem partículas alfa que abrandam, adquirem electrões e formam o hélio, que é então retido em conjunto com o petróleo e o gás natural. Quando se aproveitam reservas de petróleo e gás natural, o hélio é separado e vendido.


20. Porque é que as frutas escurecem depois de cortadas?

Quando o oxigênio entra em contacto com essas frutas ele reage com uma substância delas e escurece-as, ou oxida como dizem os químicos. Mas isso não quer dizer que as frutas fiquem estragadas. Para retardar essa oxidação, quando cortares ou descascares essas frutas podes regá-las com limão. O ácido do limão ou da laranja pode fazer com que as frutas demorem a ficar escuras porque o ácido é um anti-oxidante.


21. Porque é que a água não é inflamável se ela é constituída por hidrogênio e oxigênio?

As substâncias só ardem se, além de serem constituídas de elementos combustíveis, conseguirem reagir com o oxigênio do ar. A água não entra em combustão porque a sua estrutura molecular é tão estável que não reage com o oxigênio. Seria preciso muita energia para romper as suas moléculas. Nem o calor do fogo é capaz de quebrar as ligações moleculares da água.


 

22. É verdade que a casca da laranja é inflamável?

A casca de laranja tem um combustível formado por uma mistura de óleos essenciais. Cerca de 90% desses óleos são constituídos por limoneno, substância pertencente aos hidrocarbonetos (composição de carbono e hidrogênio). Esse composto é inflamável. A gasolina, produto derivado do petróleo, também tem uma mistura de hidrocarbonetos.


23. Porque é que o sabão limpa?
Para perceber como funciona o sabão (ou sabonete), é necessário olhar para uma molécula individual do sabão, composta por carbono, hidrogênio e oxigênio. Tem uma “cabeça” que atrai a água e uma cauda de hidrocarbono que é hidrofóbica (tem “medo” da água) mas adora a gordura e os óleos.

A cabeça da molécula de sabão é atraída pela água, enquanto que a cauda é atraída pela gordura do corpo.

Quando entramos no banho, a água não penetra bem na pele. Isto acontece porque a tensão de superfície da água não permite que ela se entranhe na pele.
Quando usamos o sabão, a ponta hidrofóbica da molécula do sabão tenta fugir o mais que pode da água, enquanto que a outra ponta é atraída pela água. O resultado é uma película que quebra a tensão de superfície da água, permitindo que ela se entranhe na pele.

Agora que a água e o sabão conseguem chegar à pele, as moléculas entram na fase 2 do processo de limpeza. Os poros da pele segregam óleos que criam uma barreira que nos protegem do meio exterior. Esta camada de gordura agarra o pó, sujidade, e outras matérias que nos fazem sentir “sujos”. Quando a cauda da molécula de sabão (que adora a gordura e os óleos) entra em contacto com a pele, ela agarra-se à camada oleosa que contém as impurezas. Quando passamos água por cima, a cabeça da molécula agarra-se à água e puxa literalmente a sujidade da pele, deixando-nos limpos.
Por isso, não se pode dizer que é a água que limpa a gordura, as sim as moléculas de sabão, já que estas estão entre a pele e a água.

Comentários